sábado, 2 de abril de 2011

Minha mão ninguém lê

Minha mão ninguém lê


Simples como sombra
Sem pé nem carona
Todos sonham ninguém vê
Ouvi dizer
Falei demais
Volta ou outra
Descanso em paz

Um comentário:

  1. "eu compraria seu livro para dar de presenre para meu filho"

    ResponderExcluir